Para quem gosta de sol, praia e aquele calorzão gostoso, o verão é a estação mais aguardada do ano. É tempo de roupas leves, calçados mais confortáveis e pele bronzeada. Que delícia! Mas tanta expectativa deve ser acompanhada de alguns cuidados, senão o sol que você espera pode se transformar em tempestade. É isso mesmo. Atentar-se ao protetor solar, alimentar-se bem e consumir bastante água são atitudes básicas para quem não quer perder a alegria do verão. E o seu Pet também precisa se divertir com segurança.

Confira as nossas 10 dicas de verão para o seu Pet curtir o verão numa boa!

1. Água para todas as horas

Dentro de casa, na praia, durante o passeio, qualquer hora é boa (e necessária) para beber água. Espalhe bebedouros com água fresca pelos cômodos da casa e ande sempre com uma garrafinha. A dica é não esperar o seu Pet sentir sede. De hora em hora, ofereça água a ele.

2. Passeio só no horário adequado

As primeiras e últimas horas do dia são as mais adequadas para levar o Pet para passear. Assim como nós evitamos longa exposição ao sol no período entre 10 e 16h, o seu companheiro também estará mais protegido se evitar estes horários.

3. Asfalto quente, patinha machucada

Antes de passear com seu Pet em calçadas, ruas e demais lugares asfaltados, garanta que a temperatura desses locais não esteja tão elevada para evitar queimaduras sérias nos coxins das patas dos cães.

4. Protetor solar, sim!

Existem diversos produtos feitos especialmente para o seu companheiro. Pets de pelos claros, curtos ou sem pelo precisam de atenção redobrada. O filtro deve ser aplicado em regiões sem pelos, como focinho e orelhas, em média a cada duas horas, ou menos, em caso de contato com água. O câncer de pele também ocorre em animais. Fique atento!

5. Uma tosa cai bem

Sabe aquele pelo bonito, grande e brilhoso? Ele não combina com o verão. Leve seu Pet para receber uma tosa apropriada para estação, além de ajudar no controle do calor, ela ajuda no controle de pulgas e feridas causadas pelas altas temperaturas e umidade. Mas antes consulte seu veterinário, pois algumas raças não devem ser tosadas.

6. Brincar sem exagerar

Monitore o tempo que seu Pet passa correndo de um lado para outro. As brincadeiras devem ser controladas, especialmente em espaços abertos onde há muita exposição ao sol.

7. Algum sinal de insolação?

Tontura, vômito e até desequilíbrio podem ser sinais de insolação. Leve o Pet para a sombra e aplique água fresca abundante, na sua cabeça, pescoço e torso. Assim que a situação estiver um pouco mais controlada, leve-o a um médico veterinário para um exame completo.

8. Caminha pra lá, caminha pra cá

No verão, a temperatura dentro de casa pode se tornar muito elevada. E como ninguém gosta de dormir no calor, seu Pet vai buscar outros lugares, caso sua caminha esteja quente. Verifique todos os dias e, se for necessário, mude a caminha de lugar várias vezes.

9. Banho é bom

Quem nunca tomou um banho demorado para refrescar? Em dias de muito calor, deixe seu Pet tomar uma ducha fria ou brincar no quintal tomando banho de mangueira. Ele vai se divertir e mandar o calor para longe!

10. Dentro do carro? Nem por um minutinho!

Sabe aquela ida rapidinha ao supermercado, padaria ou shopping? Elas estão proibidas de acontecer se o seu Pet estiver no carro. Nos casos das raças como o bulldog e pug, que têm dificuldades respiratórias, poucos minutos nestas condições podem conduzi-los à morte. Deixe o Pet em casa ou leve-o com você. Assim você evita insolação ou consequências piores.