Cães são animais de fácil adaptação. Originados dos seus parentes mais próximos da natureza, os lobos, os cães começaram a serem domesticados séculos atrás. A partir da domesticação canina, os cães passaram a ser parte das famílias, sendo também alimentados com comidas caseiras, o que pode ser perigoso, pois os cães são animais carnívoros, precisando de proteína para um funcionamento digestivo saudável.

Devemos alimentar nossos amigos peludos, o mais próximo de sua alimentação na natureza. As rações comercializadas tentam suprir todas as necessidades do animal, portanto existem inúmeras marcas no mercado que não são boas e devemos tomar cuidado.

Quais são os alimentos proibidos para cães?

Carboidratos:

Atualmente, animais domesticados estão dentro de nossas casas e quando estamos comendo, eles estão de olho pedindo nossa comida, não cometam o erro de alimenta-los, a maioria dos carboidratos como pães, pizzas e doces fazem muito mal ao nosso amiguinho. Esses alimentos podem causar alergias e intolerância alimentar, provocando coceiras e problemas de pele. A fermentação do pão no estômago canino causa muita dor abdominal, podendo ate romper o intestino.

 

Chocolates:

O chocolate embora inofensivo para os humanos, para os cães pode significar a morte. O chocolate tem uma substancia chamada teobromina, toxica para os cachorros. Por isso nem pense em dar um pedacinho dessa delicia para seu amiguinho.

 

Frutas:

As frutas em geral não são prejudiciais, mas algumas como o abacate, uvas, abacaxi e carambola podem fazer muito mal ao cão. O abacate possui uma substância tóxica chamada Persina, podendo causar problemas no sistema gastrointestinal. A carambola contem uma toxina natural que não e filtrada pelo rim do animal. O abacaxi eh contra indicado devido a sua acidez. Na dúvida fique com as frutas permitidas, como a banana, manga, mamão, maça, sempre sem caroços e casca.

 

Alho e Cebola:

A cebola possui uma substância tóxica aos cães, causando danos nas células vermelhas do sangue (hemácias). Pequenas porções podem levar a alterações importantes no sangue levando a morte. O alho em pequenas quantidades pode ser consumido. Se for alimentar seu animal com comida caseira, o ideal é cozinha-las sem tempero.

 

Ossos:

Cuidados com os ossinhos, ofereça opções de acordo com o tamanho do animal, para evitar engasgamento, obstrução de vias aéreas, lesões e perfuração intestinal.

 

Alcool e bebidas com cafeína:

Definitivamente não dê esses tipos bebidas, elas causam intoxicação no animal, ocorrendo vômitos, incoordenação motora, tremores musculares e morte.

Cuidados

Alimente o cão com comidas especificas para o seu tipo, idade e fase da vida (filhote, adulto ou idoso). Escolha o tipo de alimentação junto com seu médico veterinário, ele poderá te indicar a melhor dieta para o seu amigo. Geralmente a quantidade ideal de ração esta especificada nas embalagens das mesmas. Hoje em dia, as opções na área de alimentação animal são infinitas, converse com seu veterinário para escolher a melhor opção para seu amiguinho. Comidas caseiras também podem ser oferecidas, sem tempero, lembrando que as proteínas são necessárias.