No dia 17 de fevereiro é comemorado o Dia Mundial do Gato. De acordo com pesquisa do IBGE, cerca de 20% dos lares brasileiros já possuem pelo menos um gato de estimação.

Para comemorar o Dia Mundial do Gato em 2017 e ajudar os tutores com dicas de cuidados, o especialista da Toca dos Gatos, Eduardo Rebske, listou informações importantes para quem ama os felinos.

Eles adoram brincar

Photo credit: Visual hunt / CC BY-SA

Pular, correr, quebrar os brinquedos… De acordo com Eduardo Rebske, muitos tutores questionam a qualidade dos brinquedos comprados para seus bichinhos, já que os gatos costumam quebrá-los com facilidade. Mas, o especialista alerta: isso é bom! “Os gatos são caçadores por excelência, caçam principalmente insetos, pequenos roedores e passarinhos. Quando brincamos com uma varinha ou damos uma bolinha para eles, estamos os exercitando a caçar e isso é muito divertido. Um brinquedo que está inteirinho é porque não agradou muito”, comenta. Uma dica legal, é montar uma caixa com diversos brinquedos para que os gatos revezem a diversão. ”Quando estiver enjoado de um brinquedo, guarde e devolva a ele daqui um mês, isso o deixará muito feliz”, completa.

Descanso é necessário

Photo credit: karlsbad via Visualhunt.com / CC BY-NC-SA

De acordo com Eduardo, gatos dormem bastante para economizar energia, já que são predadores natos. O especialista garante que isso não tem relação com preguiça e sim com o instinto do animal, que adora brincar e correr, mas também precisa de um tempinho para descansar e ‘recarregar a bateria’.

Banho sem estresse

Photo via Visualhunt.com

Algumas pessoas têm dúvidas constantes sobre os gatinhos, uma delas diz respeito ao banho: mas afinal, eles gostam ou não de tomar banho? “Apesar de alguns gatos gostarem de água –  podemos achar diversos vídeos na internet deles pulando e nadando em banheiras –, no geral, eles não costumam gostar de banho. Isso porque, eles vieram de regiões mais desérticas, com pouca água disponível”, explica.

Para que o banho seja menos estressante, uma dica é contar com a ajuda de profissionais especializados, como a Toca dos Gatos, um dos poucos petshops de São Paulo exclusivo para gatos. Para localizar esses estabelecimentos de forma rápida e segura, o tutor pode usar a plataforma/aplicativo Pet Booking  – que conecta os donos a prestadores de serviços pets.

Limpeza x Caixa de areia

Photo credit: BlueRidgeKitties via Visual Hunt / CC BY-NC-SA

A limpeza da caixa de areia pode ser bem fácil, isso se o tutor escolher o produto correto. Eduardo explica que o ideal é a caixa ter quase duas vezes o tamanho do gato. “É só ter uma caixa grande e usar areia de qualidade”, comenta. As fezes precisam ser retiradas diariamente e não é recomendado o uso aromatizantes. Além disso, os tutores têm que ficar de olho nos produtos de limpeza, porque podem ser tóxicos aos animais. Duas dicas: use detergente líquido para esterilizar a caixa ou apenas água quente; procure colocar bicarbonato embaixo da área – o produto vai agir evitar odores.

Pode comer plantinha?

Photo credit: No_Water via Visual Hunt / CC BY-NC

Gatos adoram dar “umas beliscadinhas” nas plantinhas e isso é bom para a fisiologia do animal, porém algumas podem ser tóxicas. É essencial consultar seu veterinário para saber quais plantas são saudáveis.

SERVIÇO:

Toca dos Gatos: Rua Jaguaribe, 62 – Vila Buarque, São Paulo