Doenças como o câncer, intoxicações, anemia ou acidentes graves e atropelamentos são os principais motivos pelos quais os animais de estimação podem precisar de doação de sangue. Assim como nos bancos de sangue para seres humanos, a escassez de doadores é um problema enfrentado por bancos de sangue animal espalhados pelo país.

A falta de informação sobre a necessidade deste tipo de doação de sangue é um dos principais agravantes, seguido da grande variedade de tipo sanguíneo dos pets que dificulta a busca por doadores compatíveis, sendo 13 tipos diferentes para os cães, dos quais 6 possuem maior demanda, e 3 tipos diferentes para os gatos.

O processo de transfusão

A transfusão de sangue é realizada dependendo das necessidades de cada animal em especial, podendo ser feita com sangue concentrado de plaquetas, sangue fresco ou refrigerado. Segundo a Dra. Thessa Petersen, veterinária da Vet Theraphy assim como nas transfusões em humanos, a atenção para o tipo sanguíneo é indispensável.

“No caso dos gatos o risco de reação na primeira transfusão é extremamente alto, por isso os testes de compatibilidade sanguínea são indispensáveis. Já para os cães não ocorre essa rejeição, porém,
caso o animal precise de uma nova transfusão o tipo de sangue deverá ser o mesmo utilizado no primeiro procedimento”, explica. A veterinária ressalta também que os casos de transfusão exigem urgência, pois a demora no atendimento pode agravar o caso do pet.

Seu pet pode salvar vidas

O seu animal de estimação pode se tornar um doador e salvar vidas de muitos outros pets, basta que ele atenda aos requisitos exigidos:

Para os cães é preciso um temperamento dócil, ter entre 1 e 8 anos, estar com 27 kg ou mais, com a carteirinha de vacinas em dia, vermifugado e totalmente saudável. Para os felinos os critérios são basicamente os mesmos, porém, o peso mínimo é de 4,5kg. O processo de doação é simples, com duração de em média 15 minutos e não oferece riscos ao pet desde que seja realizado em hospitais e bancos de sangue confiáveis.

Onde os pets podem fazer doação de sangue?

O app Sangue Amigo reúne pets doentes que precisam de doação de sangue a outros animais que podem ser doadores. Basta os tutores cadastrarem os animais no aplicativo e ele conectará os dois animais. A Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo também recebe doações. As coletas são realizadas de segunda a quarta-feira, das 8h às 19h.

Pensando em agilizar o processo de busca por veterinários, facilitar o agendamento de consultas e atendimentos com urgência, o Pet Booking reúne clínicas veterinárias, exames e serviços 24hrs, permitindo o encontro e agendamento online nesses estabelecimentos, além de oferecer avaliação de outros usuários sobre cada prestador de serviço. “A saúde do pet é extremamente delicada e sabemos que em alguns casos a espera por atendimento ou a demora para encontrar uma clínica pode ser um agravante. Ao utilizar o Pet Booking, o usuário pode encontrar em poucos minutos o atendimento disponível mais próximo da sua região”, conta Robert Dannenberg, CEO do Pet Booking.