Todo tutor, que queira cuidar bem do seu cachorro, precisa reservar um tempo para passear com ele. Se for um animal de grande porte e muito agitado, é necessário sair com ele mais de uma vez ao dia e caminhar bastante.

Já pets pequenos se contentam com uma voltinha curta, desde que estejam acompanhados de alguém que gostam. Saiba que passear com os cachorros é importante para eles e também para você. Confira os benefícios! 

Passear com seu pet o deixa mais calmo

O peludo tem muita energia e se você não ajudá-lo a gastá-la, ele poderá começar a comer chinelo, destruir o sofá e aprontar em casa. Como ninguém quer que isso aconteça, o melhor a ser feito é brincar e passear.

O ideal é fazer isso diariamente e em horários mais frescos, pela manhã ou ao entardecer. Evite momentos de sol forte pois, além de expor o pet ao calor intenso, poderá queimar os coxins plantares deles. Há casos nos quais a queimadura causada é tão grave, que o bichinho chega a ficar com bolhas nas patinhas. 

Ajuda na sociabilização

Outro ponto positivo nos passeios é que, ao caminhar pela cidade, o pet se acostuma com o movimento. Além disso, ele aprende a encontrar com diferentes pessoas e até a visualizar e interagir com outros animais. Isso ajuda a torná-lo mais sociável. 

É um momento de interação entre vocês

A hora do passeio é um momento de troca entre você e seu bichinho. Essa troca de carinho ajuda a aproximar o cão do seu tutor, bem como a aumentar, ainda mais, a relação de confiança. Aproveite, interaja e curta esse momento de ternura e diversão com o seu pet. 

Ajuda no controle de peso

Animais sedentários têm maiores chances de ficarem obesos. O problema é que isso traz consequências para saúde, podendo levá-los a problemas cardíacos e locomotores.

Por isso, cabe ao tutor ter cuidado para evitar que o cachorrinho fique acima do peso. Além de uma alimentação balanceada e de qualidade, é preciso incentivá-lo a realizar exercícios. 

Para isso, nada melhor do que passear todos os dias, sempre respeitando as necessidades e condições físicas do pet. Se ele nunca caminhou ou se está muito gordinho, comece com passeios mais leves e curtos. Pouco a pouco, conforme as condições físicas do peludo forem melhorando, você pode andar uma distância um pouco maior.  

Passear com o cachorro reduz as suas chances de ter problema cardíaco

Um estudo publicado no periódico Scientific Reports concluiu que quem tem um cachorro de estimação, possui 33% menos chance de desenvolver doenças cardíacas. A pesquisa foi feita por Mwenya Mubanga, da Universidade de Uppsala, na Suécia.

Além do fato de o animal de estimação ser uma companhia, seus tutores costumam se movimentar mais. Afinal, precisam passear com o cachorro e brincar. Isso também ajuda o tutor a manter a saúde em dia. 

Ótima notícia, não é? Então pegue a guia, passeie com o seu peludo e divirta-se! Aproveite também para conhecer dias cada refrescar o pet em nosso blog