Por muito tempo, a comunidade científica e a sociedade questionaram se os animais são seres sencientes – ou seja, qual o nível de consciência que possuem. Isso porque quem tem um bichinho, seja gato, cachorro ou qualquer outra espécie, sabe o quanto eles são inteligentes, amorosos e, também, passíveis de sofrimento.

 

Mas, afinal, o que são seres sencientes? Continue lendo para entender o significado desse termo e, de quebra, aprender como o seu bichinho de estimação se sente. 

 

O que é senciência

Senciência pode ser definida como a capacidade dos seres de entender o que os rodeia e de experimentar diferentes sensações e sentimentos. Desse modo, todo animal capaz de sentir dor, alegria e tristeza pode ser considerado um ser senciente. 

 

Vale lembrar que esses animais não precisam, necessariamente, resolver problemas lógicos ou passar no teste do espelho – aquele em que se reconhecem ou não em um reflexo. Isso porque cães, gatos e crianças de até 1 ano e meio não passam nesse teste, enquanto elefantes, gorilas, golfinhos, orcas e porcos, dentre outros, conseguem identificar a sua forma no espelho.

 

Mamíferos possuem consciência

Em 2012, cientistas da Universidade de Cambridge, da Inglaterra, publicaram um manifesto afirmando que todos os mamíferos são seres conscientes. Além disso, alegaram no mesmo estudo que outros animais, como galinhas e polvos, também possuem consciência. Como resultado da pesquisa, os cientistas defenderam a extinção de testes feitos em animais, tendo em vista a capacidade dos bichinhos de sentir – tantos os sentimentos bons, quanto os ruins.

 

Até então, cientistas acreditavam que os bichos não eram seres sencientes devido a ausência do neocórtex, área do cérebro que surgiu recentemente na evolução humana. Entretanto, essa teoria perdeu força na última década.

 

Com certeza, quem convive com algum animal, seja de estimação ou não, já percebeu que eles conseguem sentir afeto, felicidade e medo. Além disso, têm instinto de autopreservação, o que, por si só, é considerado a comprovação da presença de consciência. Isto é, a percepção da própria existência e a capacidade de vivenciar sentimentos e experiências.

 

Seres sencientes: inteligência e sentimentos dos animais

Sabe-se que muitos animais são capazes de resolver problemas e apresentam sentimentos como amizade e afeto. Sem dúvida, está mais que comprovado que cães, gatos e outros bichos conseguem viver experiências e registrá-las na memória como negativas ou positivas.

 

Cães e gatos, por exemplo, vivenciam o luto assim como elefantes. Já as galinhas sentem empatia igual aos ratos.

 

Além disso, cavalos entendem expressões humanas e preferem estar na presença de pessoas que demonstram positividade. Por outro lado, os chimpanzés, gorilas e orangotangos possuem a habilidade de aprender a língua de sinais.

 

Os polvos conseguem usar objetos como ferramentas e solucionar problemas com a tática de tentativa e erro. Além disso, a psicóloga Jennifer Mather fez testes com polvos do aquário de Seattle, nos EUA, e descobriu que eles são capazes até de brincar.

 

Sendo assim, muitos animais, domésticos ou não, são a prova de que sensações e sentimentos não são algo exclusivamente humano. Logo, sim: eles são seres sencientes e merecem ser tratados com respeito e muito amor!

 

Agora, queremos saber qual é a sua opinião sobre esse assunto! Comente abaixo.