Ter cachorro em casa é uma das melhores experiências da vida. Você sempre terá um companheiro fiel ao seu lado, além de muito carinho e brincadeiras divertidas. Mas, alguns comportamentos dos cães podem ser desconfortáveis para os humanos. Por isso, você pode precisar da ajuda de um profissional para adestrar.

Entenda o processo de aprendizado dos cães, saiba como você pode lidar com certos comportamentos e aprenda quando é importante pedir a ajuda de um adestrador profissional.

Diferentes fases da vida

Os cachorros têm diferentes comportamentos em cada fase da vida. Isso não significa que um idoso não possa aprender o que, normalmente, é ensinado aos filhotes. Significa apenas que o seu empenho será maior se o cãozinho ainda não tiver hábitos consolidados.

Se você tem um filhote, os treinos devem ser diários. Como a capacidade de atenção dos mais novos é maior, o tempo de treinamento tende a ser mais curto. 

Já os adultos precisam de treinos mais longos, caso o objetivo seja reverter um comportamento que já é um hábito. Ao contrário dos filhotes, os adultos apresentam uma velocidade menor de retenção dos ensinamentos.

Mas lembre-se de que algumas práticas de filhotes podem diminuir ou até desaparecer com o tempo. É comum morderem durante uma brincadeira ou roerem objetos e mobílias pela casa. Esse tipo de comportamento não será necessariamente levado a vida adulta.

Ainda assim, é importante não reforçar essas práticas para evitar que ele construa algum hábito na infância que será mais dificultoso de perder na vida adulta.

 

Identificando e lidando com o problema

Você pode identificar e trabalhar certos comportamentos problemáticos em casa. Confira algumas práticas abaixo e saiba como agir.

Mas vale lembrar: caso não consiga resultados positivos você pode contar com a ajuda de um adestrador profissional.

Roer móveis e sapatos

Se o seu cão costuma roer móveis e outros objetos, sendo filhote ou não, é importante lidar com a situação. Veja algums ideias para colocar em prática:

– Deixe os objetos que ele costuma roer fora do alcance;

– Ofereça mordedores e brinquedos diferentes, alternando-os a cada dia para gerar interesse;

– Sempre que o vir roendo algo proibido, retire e ofereça o brinquedo;

– Quando vir o cão roendo o brinquedo parabenize-o e dê carinho. Estímulos positivos são altamente entedidos pelos cães.

Xixi no lugar errado

Para lidar com cachorros que fazem xixi no lugar errado é preciso ter, antes de tudo, o lugar adequado. Eles não gostam de fazer as necessidades em locais sujos, então mantenha o ambiente sempre limpo.

Além disso, sempre o parabenize quando ele escolher o lugar certo.

Pular nas pessoas

Conseguir tocar na pessoa ao pular significa uma recompensa para o animal e reforça o comportamento. Por isso cães que costumam pular nas pessoas precisam de treinos de autocontrole.

Se ele pula constantemente quando você chega em casa, uma boa técnica é esperar do lado de fora da casa e entrar somente quando ele se acalmar. Não fale, não olhe e não toque enquanto ele estiver agitado.

É importante que o tutor também tenha autocontrole, para falar com o pet sem agitação e apenas quando ele estiver tranquilo. Essa prática reforça o comportamento da calma.

Puxar no passeio

Para deixar o passeio mais tranquilo, existe uma técnica simples que ajuda o cão a entender que ele não deve puxar a coleira. 

A pessoa que está acompanhando-o durante a caminhada deve parar de andar quando ele começar a puxar. Após se acalmar, o passeio pode voltar ao normal, com ambos caminhando calmamente. 

Outra alternativa é usar o peitoral anti-puxão nessa ocasião. Nesse peitoral, a guia é atada na parte da frente do peito do cão. Dessa forma, quando o pet puxa, ele é direcionado para o lado. Esse estímulo o faz reduzir o comportamento de puxar, pois não gera o efeito que ele gostaria, que é seguir em frente.

 

Quando é hora de chamar o adestrador?

Rosnar para cães e/ou outras pessoas ou avançar são comportamentos que indicam a necessidade de um adestrador, pois o pet pode ter desenvolvido reatividade – que significa a reação exagerada a determinado estímulo. O cachorro pode apresentar reatividade a determinados barulhos ou mesmo a um objeto.

Cães não são animais agressivos. Pelo contrário: eles evitam ao máximo o confronto. Portanto, se o peludo apresenta esse comportamento, ele provavelmente está com medo. Nesse caso, é recomendada a ajuda de um bom adestrador positivo, para avaliar o caso e poder auxiliar da melhor forma.

Além disso, é indicado adestrar cães de determinadas raças, que possuem energia mental alta, como Border Collie e Pastor Alemão, para evitar comportamentos indesejados.

Se você tem um filhote e quer ter certeza de que ele se tornará um cão adulto equilibrado e obediente, contratar um adestrador profissional também pode ser a melhor saída. 

O peludo precisa ser educado para entender o que é ou não aceitável. Da mesma forma que ele precisa aprender a se comunicar com você, você também deve entender qual a língua do seu cão. Um bom adestrador fará esse trabalho sem causar traumas no animal.


No nosso site você encontra os melhores adestradores na sua região, para garantir um processo tranquilo, eficiente e seguro!