Eis que o grande dia chegou. Aposto que você estava esperando por isso há tanto tempo que era difícil conter a ansiedade. Vinha planejando cada cantinho do seu lar, e já visualizava o danadinho por ali. A decisão foi tomada e é hora de buscar o seu tão aguardado Pet. Adotar é um ato de amor, é importante ser paciente e compreensivo na adaptação que não é fácil, mas vale a pena o retorno. Grande parte dos Pets que estão para adoção estavam ou nasceram na rua, alguns até foram abandonados. Mesmo já tendo sofrido, eles são super dóceis e podem se tornar companheiros para toda a vida.

Mas como você vai lidar com todos os cuidados necessários para tê-lo no seu lar? Já pensou nisso antes? Se sim, ótimo, mas se não, não tem problema. Veja a seguir algumas dicas que vão te ajudar a cuidar do seu primeiro companheiro animal:

 

Banho

O banho é indispensável nos cuidados com o seu Pet, inclusive para algumas raças de gatos. É importante saber que dar banho é uma tarefa que requer cuidado e conhecimento. Muitas raças apresentam particularidades que alteram a maneira como o procedimento é feito. A frequência também é um fator que pode variar. Por isso, recomendamos sempre que o banho seja feito por profissionais, pelo menos no início. Procure um Pet Shop confiável e leve seu Pet, peça dicas sobre o procedimento. Assim, você poderá saber como dar banho em casa se for o que prefere.

 

Vacinas e vermífugo

As vacinas são fundamentais para garantir o bem-estar animal, principalmente no início de vida. Aplicação de vermífugo também os protege de verminoses intestinais, como a ascaridíase, a ancilostomose e os cestoides. Vale lembrar que geralmente os Pets adotados de ONGs e abrigos já são vacinados e vermifugados, pois algumas dessas entidades se comprometem com isso. Mesmo assim, é muito importante pegar os documentos referentes aos procedimentos citados para se certificar. Outro fator é que eles estavam em contato com outros animais, o que requer que os procedimentos sejam refeitos. Para ler mais sobre vacinação clique aqui e confira um post que elaboramos anteriormente sobre o tema.

 

Higiene bucal

Esse é um assunto muito importante, mas é esquecido com certa frequência. Cães e gatos podem desenvolver doenças bucais e dentárias tanto quanto os humanos. Tártaros, gengivite, perda de dentes e mau hálito são apenas alguns exemplos. Para prevenir que isso ocorra, procure um veterinário e tome orientação sobre como fazer uma correta higienização bucal no seu Pet.

 

Veterinário

Se o seu Pet é o seu melhor amigo e vice-versa, o veterinário será o segundo melhor amigo de vocês. Busque profissionais de confiança, peça recomendações de amigos e colegas. Trate de levar o seu Pet o quanto antes para uma consulta de rotina, não deixe que uma necessidade te obrigue a fazê-lo. O ideal é que as consultas sejam feitas de a cada 6 meses, se possível com o mesmo profissional, pois o acompanhamento e o histórico ajuda bastante. Por mais que você seja cuidadoso, não há como prevenir o seu companheiro animal de todas as mazelas do mundo. E o veterinário está ali para te ajudar, sempre.

 

Acompanhe o nosso blog para muito mais dicas sobre o mundo Pet. Não esqueça de baixar o app do Pet Booking no seu smartphone para agendar serviços Pet com mais facilidade. Se preferir, use também o nosso site: www.petbooking.com.br